Untitled Document




01-04-2020 22:27

CORONAVÍRUS (COVID-19)

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19). Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa. A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1. A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como:
• gotículas de saliva;
• espirro;
• tosse;
• catarro;
• contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão;
• contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.
O período médio de incubação por coronavírus é de cinco dias, com intervalos que chegam há 12 dias, período em que os primeiros sintomas levam para aparecer desde a infecção. A transmissibilidade dos pacientes infectados por SARSCoV é em média de 7 dias após o início dos sintomas. No entanto, dados preliminares do coronavírus (SARS-CoV-2) sugerem que a transmissão possa ocorrer mesmo sem o aparecimento de sinais e sintomas. Os principais sintomas conhecidos até o momento são: tosse, febre acima de 37.8º, dificuldade para respirar, produção de escarro, congestão nasal ou conjuntival, dificuldade para deglutir, dor de garganta, coriza, saturação de O2 < 95%, sinais de cianose, batimento de asa de nariz, tiragem intercostal e dispnéia.
As medidas de prevenção recomendadas pelo Ministério da Saúde são:
• Lavar as mãos com água e sabão ou usar álcool em gel;
• Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
• Cobrir o nariz e boca com o antebraço ao espirrar ou tossir;
• Evitar aglomerações se estiver doente;
• Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

• Manter os ambientes bem ventilados;
• Não compartilhar objetos pessoais;
• Evitar contato próximo com pessoas doentes;
• Ficar em casa.
Nesse sentido, as igrejas de todo o Brasil adotam as medidas de segurança para priorizar a vida e resguardar a todos, mantendo-se fechada, porém não deixando de realizar as missas e transmitindo para os fiéis pelos meios de comunicação.
Todo Cristão é convidado nesse momento a fazer uma reflexão acerca da sua fé, aproveitar a quarentena para orar e se aproximar ainda mais de Deus e viver a Quaresma de uma forma mais intensa. Vamos aproveitar esse tempo que nos é imposto para ler as escrituras, meditar a Paixão de Jesus e passar mais tempo em oração com a família, pois esse momento de quaresma nos permite a renovação da nossa fé e junto a todo esse momento de reclusão que o mundo vive nós fiéis somos convidados a viver esse momento de provação com serenidade e esperança e aproveitar essa oportunidade para redescobrir o um mundo voltado ao Senhor.

Pascom Capuchinhos.



© Todos os Direitos Reservados à Paróquia Santo Antônio - Capuchinhos

Avenida Presidente Dutra, S/N - Capuchinhos, Feira de Santana - Ba

Tel: (75) 3625-1910