Untitled Document

Vamos esclarecer algumas dúvidas e perguntas sobre DÍZIMOS. A palavra "dízimo" tem sua origem no latim e deriva da palavra decimus que quer dizer a décima parte.

Dízimo não é dar qualquer quantia em dinheiro. Tem que ser um gesto de MATURIDADE ESPIRITUAL, para ser considerado como contribuição decimal. Dízimo não é coleta como aquela que damos nas missas. Dízimo também não é oferta que damos por ocasião de algum pedido da comunidade. Dízimo é aquilo que se COLOCA ÀPARTE todos os meses e entrego á comunidade como ato decidido de coração pela oração. É um ato espontâneo e de ação de graças. É um reconhecimento de filho ao pai que me concedeu tanta coisa no mês que passou. É um compromisso com sua comunidade. Podemos citar alguns textos importantes, no Novo Testamento, são: - Mateus 23, 23 - Lucas 11,42.

Na Bíblia Sagrada Deus nos pede o Dízimo “Pagai integralmente os dízimos à casa do Senhor” (Mal 3,10). Dízimo é devolver a Deus, com fidelidade, uma parte de tudo aquilo que Ele próprio nos dá, como primícias da nossa renda. Quer dizer que toda vez que Deus nos dá, nós separamos “as primícias”, a parte consagrada a Ele, e fazemos a devolução. Se a nossa renda é a colheita, nós daremos o nosso Dízimo quando realizarmos a nossa colheita no campo. Se a nossa renda é o nosso salário, devolveremos nosso Dízimo como primeiro gesto de gratidão a Deus, logo que recebermos o nosso salário. Se a nossa renda for fruto da venda de algum bem, daremos o Dízimo da nossa renda ao receber o que ganhamos com a venda daquele bem.

O Dízimo tem um destino certo: a Igreja de Jesus Cristo, para a realização da obra de Deus, de acordo com um plano pastoral que abrange a dimensão religiosa, social e missionária. É o Dízimo que deve sustentar o plano pastoral da Igreja para a realização da obra de Deus. Quando oferecemos o dízimo, por amor a Deus, o céu se abre e muitas bênçãos são derramadas. O amor de Deus invade todo o nosso ser, transcendendo o visível, fazendo-se percebido nas ações mais condizentes com o cristão: de fraternidade, justiça, paciência, humildade, alegria, coragem, fortaleza. "Dê cada um conforme o impulso do seu coração, sem tristeza nem constrangimento. Deus ama a quem dá com alegria." (2Cor 9,7).



© Todos os Direitos Reservados à Paróquia Santo Antônio - Capuchinhos

Avenida Presidente Dultra - Capuchinhos, Feira de Santana - Ba

Tel: (75) 3625-1910